quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

When the dreams come true

Voltei ! Mas parece que só uma pessoa do blog percebeu que eu saí (vide comentários da última postagem). Tudo bem, tudo bem. Caso alguém não saiba pra onde: fui pra Disney, minha viagem de 15 anos com algumas amigas e foi incrível ! Conheci muita gente, os lugares eram demais e era tudo tão perfeito que dava para acreditar que eu estava mesmo dentro dos filmes e histórias.

Grupo três no primeiro dia de parque. Hollywood Studios, 16/01

Depois da chuva no Magic Kingdon. 17/01

Hogwarts, sonho se tornando real. 19/01

O dia que eu mais gostei foi ir no Wizard World of Harry Potter, claro. Mas eu esperava mais do parque. Parecia maior, mas na hora era pequeno, estava tudo muito lotado e tinha filas imensas do lado de fora das lojas. Consegui comprar o que eu queria, mas faltou coisa, porém valeu muito a pena, tudo era perfeito.
O que eu menos gostei foi o Magic Kingdon, apesar de ser lindo, ter coisas das histórias mais legais da Disney, estava chovendo muito no dia, não que não tenha sido legal, mas a gente só aproveitou o final.
Agradeço à todo mundo que mandou energia positiva pra essa viagem, ela foi demais, vou lembrar para sempre.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Tchau, até dia 26 !

Hoje é o dia da minha viagem pra Orlando. O vôo só chega lá amanhã de manhãzinha. Acho que estou ansiosa, mas não era pra menos né. Todos os meus amigos que vão comigo estão pirando e eu sou a única que está mais tranquila, não sei se isso é preocupante ou relaxante. Vamos ficar horas no aeroporto de Miami e só depois vamos para Orlando.Vou realizar meu sonho de infância de conhecer a Disney e o sonho de ir no parque de Harry Potter (Wizard World) e, melhor de todos, vou estar em ótima companhia. Espero que dê tudo certo e que eu aproveite muito.

Bem, eu só vim aqui falar que até dia 26 eu vou estar lá e, provavelmente, eu não vou entrar na internet, então significa que até dia 26 não vou vir no blog, não vou ler o blog de ninguém, não vou entrar no twitter, tumblr e nem no facebook, ou qualquer outra rede social possível.
Vou tentar aproveitar o máximo lá pra começar 2011 com força total e ter muita história para postar no blog quando voltar.


Orlando, aí vou eu !

Lembram da Monique Maion ? Uma cantora que eu falei uma vez aqui ?
Ela me seguiu no twitter *-* É de matar qualquer fã !

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

E agora ?

Eu nunca pensei que ia um dia sentir aquela coisa de “caramba, agora que caiu a ficha !”, porém, e é completamente verdade, eu senti. Caiu a ficha de que 2010 acabou, que o melhor ano da minha vida tinha passado, um ano que eu vivi e fiz tantas coisas que às vezes nem acredito que eu fiz mesmo. Não pensei que ia chorar no fim, porque realmente acredito que as coisas acontecem e ficam guardadas na memória, ou não, e não importa quanto tempo passe vai estar sempre ali, basta só ter sido especial. Mas aconteceu diferente dessa vez: me importei com o tempo que passou ! Me importei realmente no fato de não poder voltar atrás. Não poder voltar no dia que eu conheci a MariMoon, não poder voltar no dia que eu conheci as meninas do Lipstick, não poder voltar no dia que a Jullie falou meu nome no palco, no dia que eu gritei loucamente pelos Jonas, no dia que eu conheci uma galera louca em um dos eventos de anime de BH, no dia que foi o primeiro dia de aula de 2010, nos dias que eu me senti feliz de verdade, dias que eu derramei lágrimas de alegria; dias que eu, antes de dormir, relembro todas as noites. E eu não posso fazer nada para que o tempo volte, só continuarei a reclamar e relembrar, sempre e sempre. Além de agradecer a quem fez parte desses momentos bons.

Agora, em 2011, vou encarar uma nova escola, pessoas desconhecidas, professores diferentes, normas diferentes das que eu vivi por tanto tempo. Vou encarar novos momentos que tem chances de não serem tão bons quantos os do ano passado. Encarar a saudade, saudade essa maior do que a que senti em 2010, saudade de algumas pessoas que estiveram comigo durante treze anos e agora, talvez, eu mal as veja. E só me pergunto “e agora?”, como vou fazer para lidar com tudo isso sem cambalear ?

Eu realmente só sinto que tenho que arriscar, porque não se levanta se não houver queda, e não há queda se não houver o primeiro passo. Esse primeiro passo é o que eu chamo de tentar. E tomara que haja muitos motivos, para mim e muitos outros, para andar de cabeça erguida.

Mais uma vez: obrigada de coração as pessoas especiais que transformaram meu ano em algo inexplicavelmente alegre e especial. Vocês que estiveram comigo em tantos momentos, não há do que reclamar, vocês merecem tudo de bom em 2011, que todos os desejos mais profundos se realizem e que seja milhões de vezes melhor que 2010.