domingo, 25 de julho de 2010

"E, eu sei, é apenas uma história, mas para tantos é bem mais que isso."

Comecei a ver o vídeo porqe minha amiga me mandou há duas semanas, mas comecei a chorar MUITO. Não terminei de ver e passei pro meu irmão, que chorou também. Ver Harry e todos os outros no fim é tão triste. A música e cada cena desse vídeo é tão... tudo. A música demonstra todo sentimento de todo fã da saga e as cenas remetem à uma vida ao lado de uma simples serie e livros e filmes que "pra tantos outros é muito mais". Parabéns mesmo pra quem fez esse vídeo perfeito!


Quem é realmente fã da saga eu aposto que vai ficar como eu. Eu vi o video mais vezes e chorei mais e mais. É lindo de verdade, nada se compara. Na verdade é como uma versão rimada, rítmica, menor e mais sentimental do meu post. É realmente maravilhoso e da vontade de ver mil vezes sem parar.
E qualquer um pode pensar que alguém parou e fez uma música maravilhosa como essa para uma simples saga, mas é tão significativa e, da para ver nos comentários no YouTube, todos os fãs choraram e ficaram alucinados com a música/o vídeo.

"Sentirei falta de embarcar no trem e das peças pregadas pelos gêmeos. E embora seja um lugar em que jamais estive, eu abrirei um sorriso pelas vezes que estive com eles."

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Eu matei um homem

Depois que passei um booom tempo em um lugar sem internet e sem MTV morrendo voltei aqui para deixar um post bem legal para vocês. Eba! Acho mais fácil mudar esse blog para um blog sobre música porque, para varia um pouco, vou falar sobre música. É uma "banda" que estreiou um clipe ontem e é muito legal, que eu particularmente gosto muito. Não sei se é bem uma banda, mas tem a diva Monique Maion (vocal), o Fernando Coelho, o Caveira (ou Ladislau) e o Mauricio Biazzi como componentes. A música é "I Killed a Man".
"Assim compus I killed a man, história de um mulherão com muita energia que não consegue encontrar um homem que a acompanhe na cama. Todos morrem." Nas palavras da Mon para a MTV.
O clipe se passa em alguns lugares de Berlin e ficou o máximo. Aí vai:


Já vi um show da Monique ao vivo (em Berlin) quando ela nos mostrou no twitcam. Ela é super simpática, sempre me responde no twitter e no Facebook. É assim que se forma um ídolo, não? Alguém simpático, legal e talentoso.
Podem escutar outras músicas dela como I'm a Bride que eu adoro. Indico muito. E votar nela para o Top 10 MTV.
Aposto que vão gostar dela!

Sobre a votação do layout, ganhou ficar esse mesmo, mas daqui um tempo vou mudar. Ah, e as minhas férias estão quase no fim, vou tentar aproveitar o máximo e desculpe se não vir aqui! Beijos, até mais.

P.S.: Sim, tinha uma MariMoon no clipe. As duas são amigas :D

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Entre-entre-entre linhas

Estava agora à pouco no twitter vendo algumas coisas, inclusive um vídeo de uma entrevista que a @marimoon postou. A primeira coisa que ouvi do video foi ela dizendo "Antes de eu ser famosa as pessoas apontavam e falavam que ridícula". Depois li a legenda do vídeo que dizia que 99.9% das pessoas queriam falar com ela só do cabelo, cabelo e cabelo (vide entrevista). Isso em constrangeu TANTO, porque ficou uma pergunta na minha cabeça: "Ela não é NADA além disso?"
Então, num momento de êxtase pessoal, resolvi falar o que pensei no twitter. Por não ter ficado muito claro o que twittei vim aqui falar o que quero.
Bem, primeiro é que quem vê a MariMoon "legal" só depois da fama não é realmente digno, pôxa, é muito melhor nunca gostar do que gostar porque ela aparece em rede nacional. Muito menos é digno quem só pensa no cabelo dela e não vê que há uma Mariana por trás disso.
Me coloquei no lugar da Mari. Acho que fiz isso porque eu sou completamente contra essas coisas de "ai, aquele estilo é feio" ou "ah, isso é coisa de gente de tal jeito" e quando ela disse que a achavam ridículo foi a primeira coisa que pensei. Será que seria legal você só ser elogiada depois de ser famosa? Ou darem valor depois de ter quatrocentos mil fãs? Eu não iria gostar.
Isso é o que mais temo da fama, porque ela pode propiciar coisas boas, mas realmente trás muita falsidade. Acho que se expor demais à sociedade nos faz nos tornarmos algo material, não sei bem, nunca me expus assim. Acho também que eu tenho pensamento exagerado para algumas coisas, gosto de ler nas entre-entre-entre-linhas.
Enfim, foi só um pensamento. Graças à deus eu vejo bem além disso (risos). Beijos.

P.S.: Ninguém quer MESMO que mude o layout? Ninguém disse nada.
A foto foi alternativa, tenho várias lindas no meu computador e resolvi pegar essa super fora do assunto.

sábado, 10 de julho de 2010

You fall, you crawl and you break

Lembro bem que no fim de 2009 prometi não me preocupar com amor, mas para alguém como eu parece impossível. Parece que é bom se passar por idiota. Parece que é legal esperar por alguém. Parece que ele é perfeito. Parece que ele é o cara mais maduro do mundo. Parece que é legal quebrar a cara. Parece que nada é realmente o que parece.
Porém, novamente, comecei a me cansar. E não vou mais me preocupar em me apaixonar, porque percebi que o que sinto realmente por essa criatura que, como eu disse, havia me apaixonado, não era realmente amor, só uma paixonite ou forte atração. Amor não sentimos e desistimos de tudo depois, na verdade, mal sei definir amor, porque uma garota de quatorze anos não tem realmente capacidade de sentir amor. O simples fato de sentir que havia me apaixonado por um idiota, ou o fato de que ele esteve comigo pelos outros, não sei qual me chateia mais. E quando você me pediu aquele beijo? Não havia ninguém por perto. Pra quê fez aquilo? Para que o tombo fosse pior e mais doloroso? Por que não pôde me dizer que somente não se importava com aquilo tudo e que me deixasse sem sentir nada como era no início, só amigos, melhores amigos?
Há tantas perguntas que gostaria de te fazer agora, mas não consigo. Não consigo te olhar, te lembrar ou te imaginar. Tudo que me leva à você me leva àquele dia, me leva à algo que realmente eu não gostaria de imaginar e, depois da discussão, da briga, me leva à algo que eu não gostaria de ter passado, não com alguém tão imaturo.
Não gostaria que me visse chorando como chorei, nem pensando vagamente no que falei, no que falamos. Tudo que te disse naquele dia foram palavras em vão que agora serão apagadas da minha e da sua memória como se nunca tivessem sido ditas.
"Não, nunca senti nada por você!", é o que me digo agora. Mas será verdade?
Não me preocuparei mais com amor. Não passarei mais por idiota. Não esperarei mais por ninguém. Não és perfeito. Não és o cara mais maduro do mundo. Não é legal quebrar a cara. É o que realmente espero de mim mesma.
Não quero mais você como amor, talvez eu ainda queira você como amigo. Assim não poderá voltar a ser tão idiota em relação à esse sentimento. Talvez com isso você aprenda como se deve tratar uma garota sem magoá-la como fez comigo.
"Por que você tem que deixar as coisas tão complicadas? Veja, o jeito que você age, como se fosse outra pessoa." (Avril Lavigne - Complicated)

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Fatos de uma semana

Depois de uma semana consegui entrar na minha internet! É por isso que eu obrigatóriamente TINHA que vir aqui contar tudo que aconteceu nos últimos 7 dias.
Bem, para começar, tô com saudade de falar com a MariMoon no twitter e de escrever aqui no blog. Semana passada recebi uma carta de uma amiga de São Paulo, na sexta feira à tarde após a perda do Brasil na copa, foi da @RhaayBertalia, com um autógrafo da MariMoon! E a carta tava maravilhosa, de rir do início ao fim. Foi ótimo! Levei ambos pra aula e minhas amigas leram e viram o autógrafo. Inclusive mandei minha carta pra ela com desenhos e meu envelope pra MariMoon, assim como o da Rhay, com a carta e desenhos. E para a minha maior felicidade, ela entregou pra Mari na terça-feira! Quando a MariMoon viu meu envelope com o desenho do Jack ela simplesmente "começou a dar mó chilique por causa do envelope; maaaaaaaaaaano, foi mto lindo!!!; ela fico tipo "aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh *---------*" e gritaaando meeo" (nas palavras da Rhaissa, sem tirar nem por). Imaginem a minha reação? Me descabelei aqui, foi hilário, meu irmão nem sabia o que fazer aqui.
Além disso fui à duas festas, uma da família de uma amiga e outra de 15 anos de uma amiga do colégio. As duas foram muito boas, aproveitei demais. Também aproveitei o fato de que haverá três shows dos Jonas em Novembro no Brasil, no mês da estréia de Harry Potter e as Relíquias da Morte. Vai ser o melhor mês do ano!
Porém, tudo que sobe desce. Estudei igual uma louca a semana toda, mas aprendi uma boa matemática e, provavelmente, me dei bem na prova de geografia.
Ah, e tem mais. Um garoto que estudou na minha escola virou colírio da Capricho e agora está no reality show da MTV. Pois é. Ser bonito às vezes nos trás lucros.

Enfim, é isso. Vou deixar uma distração aqui pra vocês, principalmente pra quem é fã de Harry Potter. O primeiro trailer do filme que saiu na segunda-feira dia 28 de Junho:


Enfim, tchau gente. Obrigada todo mundo que volta aqui sempre! Beijos, até o próximo post.

P.s.: tô querendo mudar toda a cara do blog, as cores e o título e tal, o que acham? Ou esse tá bom? Responde, por favor!